Matéria Elaborada por:
Marcionílio Lopes Suares Neto - kctcdf@msn.com
 

 

 

  
 

Saint Seiya - O Episódio de Ouro
 

(Resumo)

 

MANGÁ 1

 

Capítulo 1:

O cosmo de Cronos surge diante do grande mestre (Saga de gêmeos) e lhe entrega uma espada para que ele mate o bebê Atena. Cronos diz que a morte da criança faz parte do destino dela, e quando Saga parte para assassiná-la, Aioros o interrompe e não permite que a intenção do deus se cumpra.

 

Capítulo 2:

 

(Seis anos depois) Aioria recebe do santuário a missão de investigar o vazamento de um reator nuclear numa usina norte-americana. Ao chegar lá, ele e seu novo parceiro, o negociador John Black, avistam a figura do responsável pela catástrofe. O criminoso diz que quer enfrentar um legítimo cavaleiro de Atena para poder medir a sua força. Ao primeiro ataque do terrorista, John Black se lança a frente para evitar que Aioria receba o golpe e acaba morrendo. O cavaleiro de leão se enfurece e logo mata o seu rival.

 

Capítulo 3:

 

Aioria agora precisa enfrentar um gigante de pedra que está destruindo o santuário a procura de sua filha Litos. O cavaleiro descobre que se trata da alma de um velho escultor que morreu e está presa em uma de suas obras. O cavaleiro de leão logo encontra a filha do gigante e lhe promete que ele mesmo se encarregará da educação e do futuro da criança, e então, a alma do pai se retira da estátua e passa a descansar em paz.

 

Capítulo 4:

 

Litos se atrasa ao fazer compras pelo santuário e Garan, que mora com ela e Aioria na casa de leão, vai ao centro para procurá-la. Enquanto isso, no templo de Cronos, Pontos (tio de Cronos) está procurando uma forma de destruir o selo de Zeus que aprisiona os doze titãs e descobre que a ‘Megas Drepanon’ (arma onde foram selados o cosmo e a alma de Cronos) está no pedestal da estátua de Atena. Ao chegar em casa, Garan recebe um feitiço maligno de Pontos que quer testar o cosmo de Aioria, e com um golpe a velocidade da luz, o cavaleiro de Atena liberta seu amigo da maldição.

 

Capítulo 5:

 

O grande mestre suspeita que um cosmo negro esteja invadindo o santuário e então convoca a União Dourada e exige que todos os cavaleiros de ouro compareçam. Ao final, Máscara da Morte implica com a criança Litos e Aioria troca insultos com o cavaleiro da casa de câncer.

 

MANGÁ 2

 

História dentro da história 1:

 

Conclusão da histórica guerra santa travada entre Atena e Hades em que os únicos sobreviventes foram Dohko e Shion.

 

Capítulo 6:

 

O cosmo negro que havia invadido o santuário pertence ao Titã Hipérion de Ébano, que apareceu para recuperar a arma divina Megas Drepanon e Aioria se oferece para enfrentá-lo.

 

Capítulo 7:

 

Hipérion possui velocidade superior a de Aioria e o cavaleiro de ouro apanha muito, mas Aioria se mostra determinado a derrotar o inimigo e não sucumbe diante das primeiras investidas de Hipérion. Dez subordinados de Hipérion tentam se infiltrar pelo cemitério no santuário mas Camus os detém.

 

Capítulo 8:

 

Aioria eleva seu cosmo ao limite e lança dois golpes em Hipérion que são suficientes para abrir uma fenda na armadura dele. Hipérion admite a força do leão e se retira do combate, mas o convida para um novo confronto no futuro.

 

Capítulo 9:

 

Aioria cai desacordado e alguns subordinados de Hipérion avançam para matá-lo, mas Marin surge e protege o cavaleiro que já estava bastante ferido e indefeso. Hipérion se junta a Pontos no templo de Cronos e eles discutem a luta de Aioria e a sua persistência que foi capaz de realizar um milagre. Aioria, Litos e Aldebaran se dirigem a Jamiel a fim de encontrar Mu e lhe pedir que conserte a danificada armadura de leão.

  

MANGÁ 3

 

História dentro da história 2:

 

Saga demonstra ser muito inseguro quanto a sua verdadeira identidade Ele que sempre teve um grande senso de justiça, também foi muito atormentado por espíritos das trevas que buscavam confundi-lo ainda mais quanto ao real valor da sua existência.

 

Capítulo 10:

 

Pontos se encontra com Saga em Star Hill e envia o titã Iápeto das Dimensões a Jamiel para enfrentar os cavaleiros de ouro. Aioria e Mu se encaram dando a impressão de uma iminente luta, mas a verdade é que eles já desconfiavam que haviam espiões escondidos e simularam o confronto. Aioria então desfere um golpe nos inimigos que estavam escondidos, mas não atinge o titã Iápeto. Agora é a vez de Mu defender sua honra e seu território para proteger seus amigos.

 

Capítulo 11:

 

Mu tele-transporta seus amigos para um lugar mais seguro e enfrenta Iápeto com todas as suas forças. A luta é muito equilibrada.

 

Capítulo 12:

 

Os guerreiros lançavam seus melhores golpes quando o cosmo de Cronos interrompeu o combate e ordenou que Iápeto retornasse. Cronos observa Aioria a distância e diz que o destino do cavaleiro de leão já está traçado e este será libertá-lo. Shura revela ao grande mestre que suspeita do cavaleiro de gêmeos por este ter sumido do santuário justamente quando um cosmo negro começou a habitar aquela região, e Saga o ataca com o golpe de controle da mente ‘Guenrou Maou-Ken’.

 

Capítulo 13:

 

Shura sofre muito para tentar conter o Guenrou Maou-Ken, mas não suporta e acaba cedendo. Mu restaura a armadura de leão derramando seu próprio sangue. Cronos convoca nove Gigas para se aliarem aos titãs Hipérion e Iápeto.

  

MANGÁ 4

 

História dentro da história 3:

 

Pontos está no templo de Cronos e olha pelo caldeirão uma luta de Aioria e fica curioso em saber como um ser humano pode ter tanta força, capaz de matar até um deus.

 

Capítulo 14:

 

Cronos, que ainda está selado, ressuscita os gigas e ordena que estes vão ao santuário de Atena para recuperar a Megas Drepanon (a arma em que sua alma e cosmo foram trancados). Ele também ordena que os titãs Iápeto e Hipérion permaneçam no templo de Cronos para dar seqüência ao ritual de ressurreição dos outros titãs. Neste momento, aparece na entrada do santuário de Atena o primeiro giga, Lyax de Poinx, que começa uma luta contra Aioria.

 

Capítulo 15:

 

Aioria continua a luta e surge na Casa de Áries o segundo Giga, Phlox de Cianos, que é detido por Shaka.

 

Capítulo 16:

 

Aioria derrota o giga na entrada do santuário enquanto Shaka se retira do combate para permitir que Máscara da Morte o enfrente.

 

Capítulo 17:

 

Pontos se lembra de como foi difícil se libertar do selo em que Zeus o aprisionou e discute com Hipérion as chances dele conseguir libertar também o deus Cronos e os outros titãs, cujas almas estão aprisionadas em suas próprias armas (sohmas). Hipérion desconfia da demora de Pontos para libertar todos e começa a duvidar de suas intenções. Eles observam pelo caldeirão a vitória de Máscara da Morte e após isso, Pontos consegue libertar o terceiro titã, Céos.

 

História dentro da história 4:

 

Uma tempestade atinge um navio em alto-mar e toda a tripulação morre, exceto um garoto que é salvo por Aioros. O cavaleiro de sagitário revela ao menino que o furacão foi provocado pelo giga Tífon e então Aioros o derrota e o mar fica calmo novamente.

  

MANGA 5

 

História dentro da história 5:

 

Aioros enfrenta soldados egípcios.

 

Capítulo 18:

 

Hipérion está muito feliz por reencontrar seu irmão Céos e Pontos diz que a ressurreição do terceiro titã vai se manifestar na Terra com o renascimento de lendárias figuras mitológicas. Enquanto isso, Aioria recebe a missão de investigar o caso das ressurreições do rei Minos e de seu filho Minotauro na ilha de Creta.

 

Capítulo 19:

 

Cronos lança seu cosmo maligno até a estátua de Atena para recuperar a Megas Drepanon, mas Camus detém esta força com seu esquife de gelo. Aioria enfrenta o rei Minos e na seqüência o Minotauro e ambos são eliminados pelo poder do cavaleiro de ouro. Logo que o combate terminou, Pontos alerta a Hipérion e a Céos que este será o homem que quebrará as correntes que aprisionam o deus Cronos.

 

Capítulo 20:

 

O Cavaleiro de Prata Noesis de triângulo lutava quando foi transformado em pedra por uma górgona. Aioria então foi enviado para enfrentar o monstro mitológico, mas Retsu, discípulo de Noesis e cavaleiro de bronze de lince, pede para enfrentar aquela que havia matado o seu mestre. Retsu por um momento exitou, mas após ser encorajado por Aioria, derrotou o inimigo.

 

Capítulo 21:

 

Shaka pede autorização ao mestre do santuário para arriscar sua vida e queimar seu cosmo ao máximo para tentar devolver a luz ao planeta e expulsar as trevas que o poder de Cronos gerava. Shaka viajou ao templo de Buda, na Índia, e Aioria foi junto para protegê-lo enquanto o cavaleiro de virgem estivesse em meditação. Quando Shaka começa a meditar, surge o titã Céos que pretendia eliminá-lo, mas Aioria se opõe e começa o combate.

 

História dentro da história 6:

 

Garan conta a Litos como se tornou subordinado de Aioria e diz que tinha uma dívida de gratidão com Aioros. Garan acreditava que o destino era algo fixo na vida dos homens e que o seu era o de ser morto por ter violado um tesouro do santuário, mas Aioros o fez acreditar que o destino não era necessariamente uma regra, mas uma imposição dos deuses e que os homens estavam condicionados a aceitar. Sua punição foi lutar contra Aioros, e com a derrota, o cavaleiro de sagitário o incumbiu de trabalhar para seu irmão Aioria.

 

MANGÁ 6

 

História dentro da história 7:

 

Aioria, Garan e Litos estão na casa de leão e vivem dentro de um clima bem familiar. Aioria reclama de Garan por desejar beber vinho e este não deixar, enquanto Litos faz uma comida tão salgada que arranca até lágrimas de Aioria.

 

Capítulo 22:

 

Aioria está a beira de perder a luta para Céos, mas se lembra do seu treinamento e das palavras de incentivo do seu irmão Aioros.

 

Capítulo 23:

 

Aioria eleva seu cosmo, mas já não consegue se defender e nem atacar, até que a aura de Aioros surge e diz estar ao seu lado. Aioria recupera sua autoconfiança e lança um golpe secreto que quase mata Céos, sendo este, salvo pela intuição de Hipérion que se dirigiu ao campo de batalha a tempo de resgatá-lo.

 

Capítulo 24:

 

Saga revela a Máscara da Morte sua identidade de mestre do santuário e se intitula Ares, o deus pelo qual gostaria de ser comparado. Enquanto isso, outros dois gigas se apresentam diante de Aioria, totalmente indefeso; Leucotis Anemone e Melas Bronte, mas Shaka compra a briga e os derrota facilmente.

 

Capítulo 25:

 

Pontos traz a vida o lendário herói Héctor de Tróia. Miro é encarregado pelo santuário de proteger Aioria que ainda não se recuperou dos ferimentos e Héctor o desafia para uma luta, quando põe em questão o seu orgulho ferido pela forma como os relatos históricos retratam a sua derrota para Aquiles.

   

MANGÁ 7

 

História dentro da história 8:

 

Muitos soldados dos titãs estão tentando invadir o Santuário, mas Shura arrasa todos com um único golpe.

 

Capítulo 26:

 

Hipérion compartilha o seu sangue sagrado (Ikhor) com Céos para lhe salvar a vida. Pontos completa o ritual de quebramento do selo com a ajuda do cosmo de Iápeto e ressuscita os outros 8 titãs. Com os cosmos dos 11 titãs reunidos, o Labirinto (Templo) de Cronos ressurge. Miro reconhece a bravura de Héctor de Tróia e o devolve para as páginas da história com suas agulhas escarlates.

 

Capítulo 27:

 

Os titãs se recordam da última batalha (Titanomaquia) que travaram contra o exército de Zeus e das inúmeras dores que sentiram ao serem enviados ao Tártaro. Aldebaran, que estava em Jamiel ajudando Mu com a reforma da ‘casa’, recebeu uma carta do Santuário exigindo a sua volta. Shaka revela ao mestre que sente a aproximação de um outro cosmo negro se aproximando do Santuário, ainda mais maligno que o primeiro, e o mestre lhe explica do retorno dos titãs e do iminente confronto da Titanomaquia. Shura está próximo à entrada do Santuário e enfrenta alguns soldados dos Titãs e o Giga Spate de Paios.

 

Capítulo 28:

 

Shura impõe a sua força na luta contra o giga, mas Créos, um dos titãs, surge e assume a liderança do combate. Mesmo com dificuldades, Shura não entrega a derrota. Demonstrando superioridade, o titã lê a mente de Shura a fim de descobrir os motivos que justificam a sua persistência em não entregar a luta. Ele descobre que o cavaleiro de ouro está lutando preso à lembrança e ao arrependimento de ter matado seu amigo Aioros. Nesta hora, Aioria aparece para continuar a briga supostamente perdida por Shura, mas ele dispensa interferências e confessa que prometeu à alma de Aioros que iria defender a deusa Atena com todas as suas forças.

 

Capítulo 29:

 

Durante o combate, o golpe Guenrou Maou-Ken que o mestre havia aplicado em Shura se manifesta e se apossa de toda a bondade do cavaleiro. Como conseqüência, sua espada Excalibur se despedaça por não permitir que um cosmo maligno a empunhe. Na sala do mestre, Saga é perturbado por suas faces do bem e do mal e o feitiço do golpe Guenrou Maou-Ken é desfeito. Shura pede então à deusa Atena que lhe permita lançar seu golpe ao menos mais uma vez e ele consegue quebrar a Áster Blade de Créos que desiste do combate e convida os cavaleiros de ouro para enfrentarem os titãs no Labirinto de Cronos. Créos diz que para se chegar lá, é preciso acompanhar o rastro do seu cosmo que está contido na pedaço da Áster Blade que Shura quebrou. O mestre Ancião sente a aproximação do cosmo de Cronos no Santuário.

MANGÁ 8

 

História Dentro da História 9:

 

Kanon se apresenta ao imperador dos mares, Poseidon, como sendo o marina ‘Dragão Marinho’.

 

Capítulo 30:

 

Shura pede a Aioria para se apressar a fim de interceptar o cosmo de Cronos que está próximo da estátua de Atena, mas o cavaleiro de leão não aceita a idéia de deixar seu aliado de ouro para trás. Cronos encontra a sua arma divina Megas Drepanon, contudo não consegue recuperá-la, pois ela está protegida pelos selos de Atena e Zeus. O Grande Mestre surge e diz que irá ajudar Cronos a recuperá-la, mas, já na forma de Saga e de posse da armadura de gêmeos, passa a agir sob o controle da sua personalidade fiel à Atena e se confronta com o deus do tempo.

 

Capítulo 31:

 

Saga ataca com todas as suas forças o cosmo de Cronos e quando está próximo de eliminá-lo, sua personalidade má não permite e reassume o controle, levando-o a abandonar a luta. Aioria deixa Shura na casa de capricórnio e parte para enfrentar Cronos sob a estátua de Atena. Quando o cavaleiro lança seu golpe ‘cápsula do poder’, este atinge o selo de Zeus e quase liberta Cronos.

 

Capítulo 32:

 

Aioria fica cauteloso, pois seus golpes são os únicos capazes de liberar a Megas Drepanon, o que traria Cronos de volta a vida. O deus do tempo ataca com uma chuva negra de afiadas agulhas e Aioria não tem como escapar com vida, a não ser que utilize toda a energia do seu cosmo. Garan conta a Litos sobre o passado do cavaleiro de leão e toda a difamação e crítica que sofreu por ser irmão de Aioros. Aioria concentra seu cosmo e manifesta a ‘cápsula do poder’ com força máxima para desfazer o golpe da chuva negra aplicado por Cronos.

 

Capítulo 33:

 

Aioria lança mais uma vez seus golpes ‘cápsula do poder’ e ‘relâmpago de plasma’, mas Cronos é rápido e consegue se desviar. Como última alternativa, o cavaleiro de leão executa seu golpe secreto ‘explosão de fótons’ que cerca o adversário com pontos de luz que depois explodem. No momento da explosão aparecem seis Titânides que defendem Cronos de receber a carga e, nesta hora, o deus do tempo ressurge já livre das correntes de relâmpago que o aprisionavam.

 

 

Total agradecimento da Equipe Taizen ao autor deste resumo por sua contribuição.

 

 

1