Autor:
Carlos Alberto Lam Reyes 
 
 

Caso Queira Criar Sua Própria Página de Fanarts
mande-nos um e-mail:
jan.sobieski@gmail.com 
 

FANARTS

  

CARLOS ALBERTO LAM REYES

 

Desenhos

 

Cronologia

Cronologia - Zeus

Cronologia - Poseidon

Cronologia - Herói Perseu

Cronologia - Herói Jasão

Cronologia - Herói Aquiles

Cronologia - Herói Hércules

Cronologia - Gaia

Cronologia - Deusa Atena

Cronologia - Deusa Afrodite

Cronologia - Blue Warriors

Amazona de Pégaso

Amazonas

Amazona de Cristal

88 Cavaleiros

 

Entrevista

(Gentilmente cedida por Axel "Taurus Aldebaran" do site europeu multinacional Guia de Saint Seiya).

 

Um fanartista talentoso e admirador de Araki...

 

Araki é um artista que suscitou uma grande admiração entre os amantes de mangá e anime, porque com as suas concepções estilizadas consegue cativar a qualquer um, grandes linhas finas e sensíveis que dotam de uma qualidade singular à todos os personagens, e é por isto que muitos fãs de Saint Seiya tentam lhe seguir...

 

Nas próximas linhas você vai poder conhecer à um de eles, um peruano do qual o talento inegável no desenho é também digno de admiração (como poderá verificar nas imagens expostas) e ao qual nós agradecemos ter tido a gentileza de ceder-nos os seus trabalhos. Incompreensivelmente ainda é pouco conhecido na comunidade de fans de Saint Seiya....

 

Nome: Carlos Alberto Lam Reyes

Nacionalidade: Peruano

Animes Favoritos: Saint Seiya, Oh My Godness, Rurouni Kenshin, Verusayu no bara, Ulisses 31, Rayearth, Capitão Futuro 1.

 

 

1. Como e quando começou a tua inclinação por desenhar?

 

Bom, o anime "Verusayu no bara" me impactou muito, conhecido no meu país como "Lady Oscar", mas encontrava semelhança em características dele em personagens de "Capitão Futuro", "Angel", "Rei Arturo", "Ulisses 31", e subseqüentemente com "Saint Seiya" que foi o que tornou definitivo minha predileção por anime Japonês, gostava apenas de desenhos americanos tais como "Transformers", "He Man" e "She Ra", "Caça fantasmas", entre outros. Outra atração que pude apreciar e capturou-me foi a qualidade, tanto os gráficos ricos, bem como as cores dos animes japoneses,  contrariamente aos desenhos americanos; por exemplo, as bonitas paisagens de "Rurouni Kenshin", incentivou me como inspiração de colorir alguns dos meus trabalhos.

  

2. Fizeste estudos em matéria de desenho? Qual?, especialmente sobre o desenho de mangá?

 

Bom, aprendi a desenhar de maneira empírica, desde idade muito precoce, mas recentemente deram-me das regras de desenho estilo manga à idade de 21 anos, os quais serviram-me corrigir muitos meus erros como proporções de corpos e manipular perspectivas, os estudos que levei foi para criar mangas, ou historietas, mas pouco ou quase nada gosto disso, prefiro desenhar cenas determinadas de mangas estilo anime. Me admira imensamente ao professor Shingo Araki, que me da o gosto para desenhar Saint Seiya, além do gosto que tenho por mitologia grega.

  

3. O teu estilo de desenho é muito semelhante ou segue modelos de Araki, é acaso ou procura imitar as suas taxas de beleza?

 

Bom, verás que a semelhança dos meus desenhos aos do professor Araki não é mera coincidência (aceito com humildade o fato de embora às vezes recebido alguns comentários críticos, assim consentindo que não estou a altura do mestre Araki). Escolhi-o como modelo dado ao gosto de seu estilo. No atelier de mangá em que estude, o meu professor, o Sr. Carlos Anglas, da Escola de Mangás de Sugoi, tinha um estilo limpo, mas algo semelhante ao de Katsura. Enfim, é normal que os discípulos reflitam por influência o seu mestre. Em meu caso aliado a seus conhecimentos estava o modelo do Sr. Araki que me fascinava estudar, analisar desenhos gráficos de internet, etc. Meus primeiros desenhos me envergonhavam muito, mas embora tenha consciência que desde que desenhei pela primeira vez aos traços de Sr. Araki, melhorei muito hoje em dia, comparado aos meus primeiros desenhos. Por outro lado, vejo trabalhos de outros fãs de Saint Seiya pela internet que são incríveis, e por mim gostaria de ter contato com eles, porque respeito muito o talento que possuem.

  

4. Conhece à outros fanartistas de Saint Seiya? Quais?

 

Vi muitos trabalhos de muitos fanartistas, um melhor que o outro, todos me causam respeito e admiração, mas não tive o prazer de conhecer nenhum até agora. Todavia, de maneira indireta conheci um italiano, por suas ilustrações, o Sr. Marco Albiero, e digo de maneira indireta porque uma das primeiras ilustrações que fiz, do Santuário com seus 88 Cavaleiros na antiga Guerra Santa  antes de ser lançado o Lost Canvas. Posto isto, me pareceu que o meu desenho tinha incoerências visto as últimas divulgações do Kurumada. Nesse desenho havia usado alguns desenhos do Albiero, onde a staff do projeto peruano Cronos encarregara-se de contactá-lo para solicitar-lhe a autorização necessária para a utilização de algumas de suas concepções para não termos assim problemas com copyright. Uma vez com a autorização em mãos, recentemente pude publicar na web este desenho do Santuário. Retirando-me do proejto Cronos não tive outras notícias do Sr. Albiero, e espero não ter desmerecido de forma alguma o seu trabalho, pondo seus personagens em meu desenho, dado que o fiz com determinadas modificações de acordo com meu gosto.

 

5. Embora seja uma pergunta típica, por que razão gosta de Saint Seiya?

 

Gosto pela qualidade gráfica, principalmente, mas apenas quando por intermédio da mão do mestre Araki, mas também pelo conteúdo mitológico grego e da mistura outras mitologias, e por Atena.

 

6. Já publicara seus fanarts em outro lugar? 

 

Apenas na página da Saga de Cronos, e em outro dois mais, que não me lembro agora.

 

7. Quanto tempo demora para fazer um fanart gigantesco como o dos 88 Cavaleiros de Atena? Explica-nos um pouco do processo de elaboração... 

 

Bom, desenhar as concepções não demoro muito se tenho um conceito claro que quero, o processo de pintar se atrasa, já que pinto-o à mão e não utilizo o computador, por conseguinte tenho que pintar todos os desenhos, depois escaneio e limpo-lhe a qualidade por meio do programa Adobe Photoshop com alguns efeitos que acrescento, tais como fundos, cosmos, etc..... seguidamente depois daquilo já terminado.

 

8. Fale-nos um pouco do projeto peruano "Saga de Cronos", o qual tomas-te parte...

http://www.sagakronos.tk/

http://garaje.ya.com/inmensamuerte/

http://www.otaku-anime.com/foro/viewtopic.php?t=3641

 

Aquilo foi uma etapa interessante, cheguei quando haviam reestruturado o pessoal, lamentavelmente não pude conhecer aos desenhistas precedentes como que criaram "Cronos" encardenado. Michael Diaz, baseado na concepção original desenhou  Cronos conectado no Tártaro com Zeus e Atena, os últimos foram contribuições minhas. Por outro lado, graças ao projeto Cronos que saí do anonimato e pude exibir certos trabalhos meus pela web, além de fazer novos amigos, como brasileiros, franceses, argentinos, espanhóis...

 

9. Como fã... Que é crê que falta à mais em Saint Seiya?

 

Não creio ser capacitado à altura para poder dizer o que falta ou não falta em Saint Seiya, mas em meu parecer humilde deveriam fazer o Lost Canvas em ovas, mas ao estilo Arai. Kurumada bem que poderia fazer um mangá contando a tragédia do continente de Mu (Lemúria). E por fim a continuação dos Ovas do Elíseos, e a continuação do Tenkai.

 

10. Como julga que deveria ser a tão esperada última saga de Saint Seiya? 

 

Deixo isto ao brilhantíssimo espírito do senhor Masami Kurumada, que sempre nos surpreende com suas tramas bem elaboradas, mas aquilo, a animação deve necessariamente estar à cargo do mestre Shingo Araki, dado que seu estilo é a essência, a alma, do universo de Saint Seiya.

 

11. Quais projetos em relação à Saint Seiya você tem ambicionado para o futuro? 

 

Eu penso em fazer um desenho tal como o do Santuário com os 88 Cavaleiros, mas desta vez com Mu e os Lemurianos em breve, espero que seja do gosto de todos. Em seguinte farei ilustrações dos personagens de Lost Canvas, mas ao estilo do mestre Araki. Também mais mulheres de Saint Seiya, mas outros desconhecidos e/ou inéditos, entre outras coisas, esperando sempre que agradem aos fãs de Saint Seiya.

 

Tauro Aldebarán (España)

 

1