AUTOR:
Allan M. F. - Taizen Saint Seiya.

Fonte e Créditos Gerais:
Panfleto do Filme Tenkai-Hen Overture, Livreto do The Movie Box, Jump Gold Selection Anime Comics 1 (film book 1)

e Rosenbach WEB.

Páginas Relacionadas:

Saint Seiya - A Ardente Batalha dos Deuses

Saint Seiya - A Lenda do Jovem Escarlate

Saint Seiya - Os Guerreiros do Armagedon

Saint Seiya - Prólogo da Saga do Céu ~ ABERTURA

 Image hosted by Photobucket.com

SAINT SEIYA - GEKIJÔBAN

JASHIN ERIS

(SAINT SEIYA - O FILME - ÉRIS, A DEUSA MALIGNA)

INTRODUÇÃO

Image hosted by Photobucket.comO primeiro filme de Saint Seiya, estreou nas telas japoneses no dia 18 de Julho de 1987 (exatamente entre os episódios 42 e 43 da série de TV), nesta época, a série ainda passava nas TVs de todo o Japão, um episódio por semana pela TV Asahi. A exibição dos episódios da TV ocorria quase ao mesmo tempo que o mangá saía na revista Weekly (ou Shûkan) Shonen Jump. O sucesso da série deu ânimo a Kurumada e à equipe da Toei para criar uma versão cinematográfica de Saint Seiya, um marco importante tanto para a história de seu criador como para a de sua criação.

No período em que o filme foi produzido, os Cavaleiros de Atena estavam no começo de suas batalhas contra o Santuário, a batalha das 12 casas estava começando no mangá portanto isso explica o porquê de Seiya e os outros estarem usando as primeiras armaduras, naquela época quando o filme foi produzido ainda não existia a idéia dasImage hosted by Photobucket.com segundas armaduras para o anime. Os modelos das armaduras novas para o anime seria elaborado por Shingo Araki e Michi Himeno com base no modelo das armaduras novas que Kurumada desenvolveu para o mangá muito tempo depois.

Como mencionei antes, o mangá ainda caminhava quase lado a lado com a série de TV, por isso na própria série de TV muitas coisas eram adicionadas para que assim a série de TV não ultrapassasse o mangá. O fato é que o script de cada episódio da série de TV deveria estar pronto pelo menos 3 meses antes do episódio ir ao ar na TV. O primeiro filme de Saint Seiya foi planejado para se encaixar depois das batalhas no Santuário, como uma forma de dar mais tempo para o mangá se desenvolver. O filme foi exibido pela primeira vez no tradicional "Toei Manga Masturi" (Festival de Mangá da Toei), hoje chamado de "Jump Festival".

TÍTULOS

Primeiramente, como este foi o primeiro filme de Saint Seiya, seu título original era simplesmente "Saint Seiya Gekijôban", que ao pé da letra é simplesmente "Saint Seiya - O Filme". Recentemente com o surgimento do THE MOVIE BOX (um box de DVDs especiais dos filmes antigos remasterizados e com perfeita qualidade de imagem) este filme recebeu, por sugestão de Kurumada,  o segundo título de "Jashin Eris", algo que poderia se traduzir como "Deusa da Maldade,  Éris". No Brasil, a versão em VHS chamava o filme simplesmente de "Saint Seiya". Recentemente, com a nova onda produtos nacionais como os "film books" (anime comic, no Japão) um novo e estranho título surgiu: "Seiya, o Santo Guerreiro", aparentemente uma tradução literal do antigo título "Saint Seiya".

Pelo mundo, são vários os títulos que fazem alusão a Éris, ou ao "Pomo da Discórdia" ou "A lenda da Maçã Dourada" e etc.

OS NOMES DOS PERSONAGENS

Bem, os personagem tiveram várias versões de nomes nos países por onde passaram. Aqui no Brasil foram cometidos poucos erros, mas mesmo assim, vou procurar usar a forma de tradução mais correta dos nomes japoneses, por exemplo, aqui no Brasil o cavaleiro de Orion se chama Jaga, mas a tradução melhor seria Jaguar, então vou usar Jaguar. Assim como o cavaleiro do Cruzeiro do Sul é Christ, mas aqui no Brasil é Kraisto, então preferi usar Cristo, uma tradução mais perto do correto, mas mesmo assim ainda em português. Enfim, para mais informações sobre os nomes consulte a lista de nomes aqui.

A INSPIRAÇÃO

O primeiro filme, assim como a maioria de Saint Seiya, tem como inspiração a mitologia grega. A escolhida para ser a grande vilã foi a deusa da discórdia, Éris. Segundo a mitologia grega, Éris é a irmã de Ares, e como seu irmão, o deus da Guerra, apreciava provocar batalhas sangrentas, totalmente o oposto de Atena, que é a deusa das batalhas pela justiça e defesa dos mais fracos.

A escolha de seus guerreiros, o Quinteto Fantasma (Ghost Five) também não foi a toa. Assim como uma deusa seria o páreo mais adequado a outra deusa, seus seguidores também foram desenvolvidos especialmente para serem opostos a Seiya e seus amigos. Os servos de Éris são Cavaleiros Sagrados (Saints) assim como Seiya e seus amigos. Entretanto, enquanto Seiya e os outros são Cavaleiros de Bronze, os Cavaleiros Fantasmas são Cavaleiros de Prata do passado, com status de lendas do Santuário de Atena, como bem nos mostra o próprio filme.

 Image hosted by Photobucket.com

RESUMO

COMENTÁRIOS E CURIOSIDADES

STAFF

1