AUTOR:
Michael Serra - Taizen Saint Seiya.
SCREENS DO ANIMÊ:
Raiga - Fórum Arayashiki
FONTES: 
The Book of Hindu Imagery: Gods, Manifestations and Their, de Eva Rudy Jansen - Google Books
O Livro das Imagens Hinduístas: Deuses, Manifestações e seus significados, de Eva Rudy Jansen - Tradução de Maria Beatriz Junqueira de Oliveira (Acervo UNICAMP).

A LINGUAGEM CORPORAL DE SHAKA
Asanas, Mudras e Hastas

Todos conhecem a relação de Shaka com os mais variados aspectos do budismo, aliás, com o próprio Buda. Mas sempre algum detalhe obscuro passa livre de atenção à muitas pessoas. Este artigo tentará trazer luz a esses que desconhecem a expressão corporal de Shaka, extremamente ligada à conceitos hinduístas: Asana, Mudra e Hastas.  

Me baseei, principalmente, no livro de Eva Rudy Jansen, que cataloga muitas imagens-conceitos da tradição hindu - recomendo, as imagens das divindades são fenomenais. Mas voltando ao assunto...

As posições do corpo, ou Asana, revelam no dado momento em que fora retratado se o animo da divindade está em paz, irada ou ainda contemplativa. A postura também pode indicar uma ação específica ou a alguma proeza de batalha.  

 

Asanas

 

Virasana

Esta é a "posição do herói", que é encontrada em várias formas. Uma delas é esta pequena variação do Padmasana (ver baixo). As pernas se colocam uma acima da outra, invés de se cruzarem simetricamente, as vezes assim uma pendendo sobre um pedestal enquanto a outra fica dobrada. A posição em si representa uma divindade que se revelou heróica em guerra.


Snapanabera

Variação da posição anterior, quando utilizada sobre um pedestal octogonal (como o da flor de lótus) é destinada à ilustrações que tratam acerca de rituais de iniciação. Misturada ainda com assentos redondos ou ovais é entendido como um próprio trono para meditação. 


Padmasana

A mais conhecida do hinduismo/budismo, a posição "flor de lótus" é um movimento básico das yoga. Representa em si a posição máxima de profunda concentração. Exatamente assim Shaka se concentrava em impedir a "comunicação cósmica" dos Cavaleiros com Ikki, e impedindo o mesmo de atacar seus discípulos.

     

As posições da mão, ou Mudra, revelam nas artes, como pintura e dança, a língua dos gestos das divindades, com as quais expressam realmente suas intenções, emoções e qualidades. 

     
 

Mudras

 

Abhaya

Nas palavras da autora da fonte citada como base deste artigo: "A mão direita levantada com a palma virada para a frente indica benção, proteção e confiança". (cit: pg 21). Como se verá mais abaixo, está relacionada em Saint Seiya com a posicão Varada, e assim nesse contexto parece representar o dom/benção ou punição divina que a esfera superior pode conceder.


Jnana

Link para outra imagem. "O posicionamento da mão é ao nível do coração com a palma virada para cima. O polegar forma um anel, normalmente com o anular. É o gesto da sabedoria, como sendo uma qualidade do deus em questão". (cit: pg 21).


Jnana (2)

Como dito acima pela autora, o anel também pode ser formado com outros dedos. No caso ao lado de Shaka, ele utiliza o dedo médio, pouco antes de se utilizar do "Transmigração aos Seis Mundos". A mão superior não foi passível de identificação.


Tarjani

"O indicador levantado expressa uma ameaça ou aviso". (cit: pg 22). Literalmente, simboliza de fato um aviso, num conceito mais amplo, que também envolve o céu e a terra; o que está acima, a divindade, e o que está abaixo, o devoto. Prepara o observador pelo que está por vir. O mesmo ocorre em Saint Seiya quando Shaka está prestes a usar a "Transmigração aos Seis Mundos".


Varada

"A mão esquerda, com os dedos para baixo, aponta para o devoto com a palma aberta, indicando que o deus está preparado para satisfazer um desejo ou conceder uma benção". (cit: pg 22). Ou seja, que o deus esta prestes a conceder algo, no caso de SS, de trazer da divindade (a mão do alto) a benção/punição a quem está abaixo, na "Transmigração aos Seis Mundos".


Vitarka

"Com este gesto, no qual o polegar e o indicador formam um anel, o deus prova seu julgamento imparcial e sua sabedoria intelectual. Se ele estica a mão para o observador, significa que deseja dar alguma instrução". (cit: pg 23). Shaka parece dizer que assim está irredutível quanto a qualidade de seu julgamento.


Anjali

"As mãos juntam-se, frouxamente, com as palmas encostadas e os dedos esticados. Se elas estiverem nessa posição em frente ao peito, indicam adoração"... Essa posição, também a com as palmas mais distanciadas, é usada momentos antes do "Rendição do Rei das Trevas", representando a adoração ao divino, capaz de render até mesmo o rei das trevas...


Namaskara

... "Se em frente à testa, podem, também, significar uma saudação". (cit: pg 23). Aqui, além do significado anterior, parece também ser uma congratulação a Ikki, que como se teoriza, parece ter sigo guiado por Shaka à alcançar o 7º Sentido. Esta cena não existe no mangá e é usada no animê quando Shaka retira o último sentido do Cavaleiro de Fênix.


Yogamudra/Dhyana

"O deus senta-se numa posição de meditação e coloca a mão direita no côncavo da esquerda, ambas com as palmas viradas para cima... indicando um estado de meditação profunda" (cit: pg 23). A da esquerda parece ser uma variação chamada Yogamudra, enquanto a da direita, Dhyana. Ambas possuem o mesmo significado.

Damaru

Esta não aparece em Saint Seiya (ao menos, até onde reparei), todavia é um gesto que ficou muito popular entre certos fãs de "rock" e "metal". E todavia, não possui significado algum, sendo somente relacionada aos objetos que os deuses hindus constantemente carregam. Vale só como citação mesmo.

     
 

Hastas

 

Hastas são, como as Mudras, representações das emoções e vontades divinas. Mas de aspecto mais geral, como os braços em si, ou movimentos de braços. Ao que parece, a única presente em Saint Seiya é essa acima, combinando as duas características das Mudras Abhaya e Varada, justamente no caso da transmigração aos seis mundos.